Resenha: Cidade das Cinzas

Cidade+das+cinzas.jpg (420×623)


Cidade das Cinzas,
de Cassandra Clare,
editora Galera Record.


Alguém está assassinando membros do submundo ao drenar seu sangue. E, se você age pela lógica, pensaria logo em vampiros, mas não, dessa vez não são eles. 

Esse alguém precisa de sangue para completar um ritual. Sangue para ganhar uma guerra. E esse alguém tem preferências: jovens vampiros, lobisomens, feiticeiros e fadas.

Não me peça para criar uma sinopse maior. Isso é o máximo que consegui fazer sem citar nenhum spoiler para quem ainda não terminou Cidade dos Ossos, primeiro volume da série. E, além disso, é basicamente isso que acontece nesse segundo volume.

Eu sei que estou atrasado em relação à série, mas eu apenas demorei para postar essa resenha. 


Não, mentira, ela estava ficou pela metade por um bom tempo...

Ao contrário do que você pode estar pensando agora, esse livro não é puro sangue. Não. Tem muito mimimi romântico e o drama de sempre da Clary. E o mais incrível é como os personagens de livros nunca tem uma vida amorosa esclarecida ou boa e tranquila. Não. Isso nunca. Sempre tem um problema que te faz querer arrancar os próprios cabelos. 

O livro não tão ruim. É obviamente melhor escrito que o anterior, mas eu percebi que me deixei contagiar pela empolgação do primeiro volume e esse livro se tornou chato e cansativo. Exceto o final. Ah, o final.

Com esse final eletrizante, eu sinceramente acho que a série tem esperanças. Mudou tanta coisa, que eu mal posso esperar para ler a continuação. Eu preciso dela. E, além disso, uma quantidade considerável de pessoas disseram que é muito melhor. Disseram até que tem  mais sangue e... E guerra... E sangue. Sim, sangue.

Claro, eu vou dar um espaço de alguns livros entre o segundo volume e o terceiro para deixar a história esfriar e não acontecer novamente o que aconteceu.


Sim, me perdoem, eu sei que essa resenha ficou muito pequena, mas eu já disse o quão difícil é fazer resenhas de continuações? Então... É. Você  tem que ter o máximo de cuidado para não revelar nada que acontece no volume anterior e mais ainda para não deixar muito óbvio o que acontece no resenhado.

P.S.: Sério, a Cassandra Clare tem que parar de fazer com que os vampiros e lobisomens andem com tanta graça e leveza. Eles são monstros, não modelos da Victoria's Secret!

Antes de mim coisa alguma foi criada, salvo coisas
Eternas, e eterno perduro,
Abandonai toda a esperança, vós que aqui estrais.

- Dante, Inferno

3 comentários:

  1. Não li nenhum livros dessa série =(
    Mas já estão na lista!
    Beijos
    Rizia - Livroterapias
    http://livroterapias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ainda não tive oportunidade de ler nenhum livro da série, mas confesso que agora fiquei interessada, boa resenha!

    Estou te seguindo, pois gostei muito do blog!

    Me visita também: Estandybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Não gostei de Cidade dos Ossos, portanto não quis continuar com a série. Uma pena, já que só vejo bons comentários. Minha ideia é assistir o filme e, caso minha curiosidade seja aguçada, continuar com a leitura dos livros.
    Beijos.

    ResponderExcluir