Resenha: Destrua-me


Destrua-me,
de Tahereh Mafi,
editora Novo Conceito.

Atenção, essa resenha possui spoilers do primeiro volume, Estilhaça-me.

Durante a fuga de Juliette e do sargento Adam, o líder do setor 45, Warner, acaba sendo baleado, e consequência disso é a inesperada visita do temido comandante supremo do Restabelecimento  o seu pai. 

Enquanto a estória se desenvolve em Estilhaça-me, Warner vai formando, gradativamente, uma imagem positiva em Destrua-me. E é quando ele acha uma espécie de diário  o mesmo diário em que Juliette escrevia todos os dias no sanatório  que ele o consegue de vez. Pensamentos e sentimentos habitam as páginas daquele pequeno caderno. São esses pensamentos que massacram e torturam Warner.

Juntos, pai e filho pretendem achar Julitte e todas as outras aberrações, para assim destruí-las, fazendo com que a ordem seja finalmente restaurada. E é uma relação completamente desagradável com o pai que torna ainda mais insuportável a tortura psicológica à qual Warner é submetido diariamente.

O livro é uma ligação entre o primeiro volume da série, Estilhaça-me, e o segundo volume, Liberta-me, sendo disponibilizado legalmente no site da editora. Clique aqui para realizar o download do arquivo.

Como eu realmente amei Estilhaça-me, não era de se esperar que Destrua-me me decepcionasse. E ele não o fez. 

Nós conhecemos um lado completamente diferente do regente. Diferente do carrasco mostrado em Estilhaça-me e mais diferente ainda do que achávamos. Todo sentimento  tanto positivo, quanto negativo  que o Warner passa, é inebriante e nos faz vacilar quanto ao "você merece morrer e ter os fígados comidos por um corvo" que emanávamos enquanto liamos o primeiro volume. 

O tipo de narrativa da autora permanece a mesma, levando em consideração que ainda temos pequenas aparições da Juliette, tido que algumas partes do diário são relatadas no livro. 

O livro possui 99 páginas e é uma leitura realmente agradável. Recomendo-a para todos que gostaram de Estilhaça-me e que odiaram com todas as forças o Warner.

4 comentários:

  1. Nossa, eu ainda nem consegui ler Estilhaça-me. Estou super atrasada :(

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Matheus! Desde que Estilhaça-me foi lançado que venho enrolado para ler ele. Adoro o gênero, mas sinto que não chegou o momento dele ainda, rs. Mesmo assim fico feliz em saber que a narrativa da autora continua do mesmo jeito. Depois da sua resenha até me animei mais para começar a ler os livros.
    Lindo seu blog! O nome é inspirado nos livros do GRRM!?

    Beijos, http://leituradavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você se animou UHUEHEH É muito bom mesmo.
      Quanto ao título do blog eu pretendo explicar melhor mais tarde, na página "A Crônica", mas foi inspirado na série de livros do George Martin heheh

      Excluir