Novo Layout, Hiatus e Colaboradores


Como espero que seja notável para aqueles que me acompanham, eu mudei o layout do A Song of Fire, que também mudou de título, passando a se chamar Uma Crônica de Fogo. É basicamente a tradução, mas vamos lá.

Venho aqui explicar o que compõe e o que passará a compor o blog. Embaixo do Painel, vocês poderão encontrar duas barras de menu. A primeira possui os seguintes links: O Cronista, A Crônica e Os Personagens. Nenhuma das páginas foi desenvolvida ainda, mas será em breve (e eu vou atualizar este post assim que cada uma estiver em dia). Em O Cronista, vocês irão saber um pouco mais sobre mim, o que pretendo fazer da vida, como começou minha paixão por leitura, etc. O que consequentemente os levará à página A Crônica, onde eu "narro" a partir do momento em que me apaixonei por livros e criei o blog, o porquê do nome do blog, porque eu criei o blog e o que vocês verão aqui. Em Os Personagens, vocês irão conhecer os blogs que acompanho, os blogs parceiros, as editoras parceiras e os autores parceiros  não que eu necessariamente tenha algum, mas futuramente, quem sabe? Acredito que a segunda barra do menu seja deduzível pelos nomes, né, gente, pelo amor de Deus...

Para criar esse layout eu tive m u i t o trabalho então espero que todos tenham curtido, porque eu sim.

Falando agora dos colaboradores: as resenhas demoram cerca de uma semana e alguns dias para sair (contando com o período que passo lendo) o que é um fator resultante do fato de que eu não leio rápido. E, para que o blog não fique desatualizado, eu quero abrir vagas para dois colaboradores, um para resenhar livros e outro para fazer críticas de cinema, ou qualquer outro assunto que envolva cultura  exceto lançamentos de singles da Lady Gaga, por favor. Caso você tenha interesse, clique aqui e preencha o formulário ou mande-me um e-mail. 

Vamos à terceira e última parte do post, aquela que envolve o Hiatus. Eu ando acumulando muitas coisas ultimamente então fica um pouco difícil conciliar o blog e minha vida estudantil que ainda durará um ano e meio infelizmente. É claro que meu chá de sumiço  e me perdoem por isso  não tem apenas a ver, é claro, com provas e trabalhos. Relaciona-se também à minha falta de organização e falta de experiência nesse meio literário. Eu sinceramente achava que ia ser um mar de rosas para me dedicar ao blog, mas acontece que o criei a seis meses apenas e até agora não está sendo fácil adaptar minha rotina livros vs. escola vs. resenhas e críticas. Tudo bem, eu admito, críticas são mais fáceis, exigem menos tempo e tal, mas mesmo assim ainda tem o principal problema: preguiça. 

Esse pecado capital está me atormentando bastante nos últimos anos de vida dias e eu sinceramente não estou com a mínima disposição para ler. Motivo: estou completamente viciado em seriados e no Facebook. Não quero consigo sair do computador nem por um mínimo segundo. Mas eu tenho fé que conseguirei conciliar escola, vício virtual, leituras e blog em um mesmo dia. É por isso que venho aqui anunciar um hiatus, digo, uma pausa, de mais uma semana (sim, além do não tão belo mês que passei fora). Eu sei que eu fiquei muito tempo sem atualizar, mas eu prometo que vou tentar dar um jeito e desenrolar tudo. O blog voltará a funcionar normalmente no dia 1º de julho.

Espero que entendam a minha posição, que aguardem o próximo post e que não me abandonem, é claro. 

Afinal, quem tem cacife para falar de Literatura?


Como nesses últimos dias não tenho tido a chance de ler nenhum livro, tanto por estar ocupado demais quanto por estar alucinado demais com esta terceira temporada de Game of Thrones, venho aqui abordar um tema mais polêmico que mamilos: quem tem cacife para falar de literatura?

A ideia veio do vídeo da Tatiana Feltrin, embora o assunto que eu queira abordar não esteja exatamente dentro do que a vlogueira versou em seu vídeo. Ela focou mais em quem tem a autoridade para dizer quem tem ou não o cacife para falar de algum autor ou obra. O que quero abordar neste post é a realidade de que existem pessoas que se acham as últimas bolachas dos pacotes pelo simples e medíocre fato de terem lido um livro que possui uma narrativa um pouco mais erudita. Os ditos clássicos.


Quem, fã de literatura jovem-adulta ou não, nunca ouviu aquele seu amigo ou amiga irritante, pai ou mãe que também gosta de ler, falar: "o que te prende tanto nesses livros? Você tem que evoluir. Ler algo produtivo". Se não isso, algo do tipo. O que seria evoluir? Ler uma ficção, o mesmo gênero, aliás, mas com uma linguagem mais culta e formal? O que isso te difere em relação ao nível cultural de alguém que lê fantasia ou jovem-adultos? Claro, execrando o fato de que seu vocabulário será  minimamente maior, eu acho que esse não é um motivo para eu querer cometer suicídio.

Ler já não é o suficiente para um país onde seus habitantes mal se interessam em visitar um livraria? Senão, na realidade, para comprar um CD de sua banda favorita ou algum filme, passando em uma linha paralela sem nenhum desvio pelos muitos e muitos universos que ali estão preservados em páginas aglomeradas e encadernadas nas prateleiras?

O Brasil, um país onde a literatura não é algo valorizado pela maioria, ainda é habitado por pessoas que criticam os outros pelo seu favoritismo literário? Sim. E falo de mim quando digo: não é como se eu não soubesse ler uma obra machadiana, ou um poema do Álvares de Azevedo. Ambos possuem ótimas narrativas  como é de se esperar,  mas toda essa erudição simplesmente não me é atraente. Garanto que isso não é de um grau difícil de se entender.

E agora, puxando  apenas para finalizar  um pouco para o assunto que a Tatiana falou em seu vídeo, o que me faz ter a capacidade de julgar positiva ou negativamente uma obra? Seria, o que é mais óbvio, ler e compartilhar minhas opiniões ou formar todo um estudo universitário sobre tal autor de tal obra? Se você escolheu a segunda opção você é um completo otário, desculpe informar, senhor.

image

Promoção: Arraiá Literário

Olha pro céu meu amor, veja como ele está lindo, olha para aquele balão multicor, que lá no céu vai subindo... ♫ ♪
promo1

Estamos em pleno período das festividades juninas e, para comemorar, os blogs Burn Book, Biblioteca Esmeralda, Perdido em Palavras, Livroterapias, Uma Crônica de Fogo, Livros & Citações e O Livreiro estão promovendo o Arraiá Literário. Serão seis livros a serem sorteados durante o período de 23 de Junho à 23 de Julho, para dois sortudos. Têm obras pra todos os gostos: O Futuro de Nós Dois, Anjos da Morte, O Livro das Loucuras e das Curas, Julieta Imortal, Anjos Rebeldes e A Pirâmide Vermelha.

Então, bora dar um alavantú e participar do nosso Arrairá? Para tanto, é muito simples: basta preencher as etapas no formulário do Rafflecopter, esperar (de preferência comendo uma canjica ou milho cozido, hein?) e ser feliz! Não se esqueçam de ler o Terms & Conditions direitinho, ok?